Aguarde estamos carregando o maior site especializado em Vasco
  1. FutVasco

Vasco suspende contrato com a 777 devido a preocupações financeiras

Por Redação FutVasco em 16/05/2024 11:40

Preocupações Financeiras Levam à Suspensão do Contrato da SAF

O Vasco da Gama suspendeu o contrato com a 777 Partners, empresa que detinha a maioria das ações da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube. A decisão, tomada pelo juiz Paulo Assed Estefan, da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, foi motivada por preocupações sobre a capacidade financeira da 777 em cumprir suas obrigações contratuais.

Vasco suspende contrato com a 777 devido a preocupações financeiras
Foto: (Reprodução / Vasco)

Argumentos do Vasco

O pedido de suspensão do contrato foi baseado no artigo 477 do Código Civil, que permite a revisão de contratos quando há "dificuldades financeiras ou econômicas que comprometam o cumprimento da obrigação". O Vasco argumentou que notícias recentes na mídia internacional levantaram dúvidas sobre a solvência da 777, aumentando o risco de penhora ou uso das ações da SAF como garantia em caso de falência ou insolvência da empresa.

Confronto Interno

A briga entre o Vasco e a 777 começou durante a campanha presidencial de Pedrinho. Após a vitória do candidato, as tensões se agravaram devido a notificações extrajudiciais enviadas pelo clube sem resposta da empresa. A suspensão do contrato é mais um capítulo neste confronto.

Decisão Judicial

A decisão judicial suspendeu apenas os efeitos do Contrato de Investimentos e do Acordo de Acionistas relacionados à transferência de controle da SAF para a 777. Isso significa que os direitos societários da empresa foram restringidos, mas as obrigações contratuais permanecem as mesmas.

Modelo da SAF Mantido

É importante ressaltar que a decisão judicial não ordenou o retorno do futebol do clube ao modelo associativo anterior. A SAF continua existindo, com o Vasco mantendo o propósito de garantir seu funcionamento eficaz e evitar incertezas jurídicas causadas pela crise financeira da 777.

AVALIE ESTA NOTÍCIA

Comentários: