Aguarde estamos carregando o maior site especializado em Vasco
  1. FutVasco

Vasco mira reforço para o ataque

Por Redação FutVasco em 22/04/2024 11:00

As polêmicas do clássico e o alerta para a necessidade de reforços

O Vasco não teve um início de Campeonato Brasileiro satisfatório, sofrendo duas derrotas consecutivas. No clássico contra o Fluminense, a arbitragem foi questionada após não revisar um possível pênalti em lance que a bola bateu no braço do defensor tricolor. Apesar da insatisfação com o desempenho da arbitragem, o torcedor também expressou insatisfação com o rendimento de Clayton em campo. O técnico Ramón Díaz, por sua vez, provocou o rival ao destacar a ausência de público no Maracanã. Diante dos resultados negativos, o Vasco identificou a necessidade de reforçar o elenco, principalmente no setor ofensivo. Agustín Canobbio, do Athletico-PR, é o principal alvo da gestão do clube.

O perfil de Agustín Canobbio

O atacante uruguaio tem o perfil desejado pelo técnico Ramón Díaz, que é fã de seu desempenho em campo. Canobbio é um jogador de velocidade e habilidade, capaz de atuar tanto pelos lados do campo quanto como centroavante. O Athletico-PR não tem interesse em negociá-lo em junho, mas o Vasco acredita que pode convencer o jogador a se transferir para o Rio de Janeiro oferecendo um melhor salário.

A concorrência pelo jogador

O Granada já ofereceu 20 milhões de euros por Canobbio, mas a proposta foi recusada pelo Athletico-PR. O clube paranaense considera o jogador fundamental para o elenco e não pretende liberá-lo durante a temporada. Com contrato até dezembro de 2026, Canobbio tem multa rescisória de 60 milhões de euros. Ele é um dos jogadores mais bem pagos do Athletico-PR, ganhando cerca de R$ 3,7 milhões por temporada.

As chances do Vasco

O Vasco está otimista quanto à possibilidade de contratar Canobbio. O clube acredita que sua proposta salarial pode ser atrativa para o jogador. No entanto, o Vasco tem cautela na negociação e segue monitorando a situação do jogador na equipe paranaense.

AVALIE ESTA NOTÍCIA

Comentários: